quarta-feira, 4 de abril de 2012

"Uma Imagem por umTexto" - São



Pela janela, através do vidro, a paisagem é toda ela uma exibição de grandeza, onde a neblina matinal cobre os campos e prados que se estendem à volta da aldeia.
Maria acaba de tomar o pequeno-almoço, café com leite e torradas, e prepara-se para sair.
A humidade da noite parecia colada, qual mel incolor, às folhas das árvores. A neblina, dá agora lugar a nuvens altas, acompanhadas por um sol algo envergonhado.
Avista os olhos fixos de cães vadios, e entra para o autocarro. Senta-se, e este avança lentamente, como que sacudido pelo motor já cansado dos muitos anos. Vira-se no banco e fecha os olhos, enquanto reclama sobre a escolha de sapatos, que agora lhe magoam os pés.
Os pneus do pequeno autocarro chiam numa curva um pouco mais acentuada. Lá em baixo, o riacho parece revolto e apertado, como que a forçar o caminho entre as margens.
Chegada ao destino, desce, e por breves momentos permanece imóvel. A aldeia nunca lhe parecera tão bela, sorri e olha de relance para as casas baixas, de telha vermelha e granito negro. Caminha com a calma dos anos, sempre serena e sorridente, atravessa a praça principal, passando pela fonte. Enverga uma camisa branca e calções azuis, simples, ligeira e confortável como sempre gostou de andar.
Pára junto a uma colorida loja de produtos tradicionais, onde por ela já aguardavam.
Decidem sentar-se no degrau, em frente à loja.
De expressão frágil, pálida, bela e de olhos brilhantes, assim é Maria. Ao seu lado, amizades de toda uma vida, aventuras, histórias, cumplicidade, e muita felicidade.
Desta tela, colorida pelos quadros expostos á porta da loja, pela beleza que só as aldeias aparentam ter, destacava-se acima do demais, um sorriso, o sorriso de Maria, o reflexo de felicidade, de bondade que motiva e se propaga.
Um casal de turistas, ainda jovem, e de passagem, parece hesitar. Nos seus olhos, apenas admiração e o respeito de quem se deixou conquistar pela bondade.
A jovem acena a Maria, num gesto delicado, enquanto o companheiro, também sorrindo, a eterniza na mais bela das imagens.
Duas semanas mais tarde, tal como prometido, Maria recebe a fotografia por correio, abana a cabeça e sorri.

Imagem escolhida pela São e retirada do seu blogue (espero ter retirado a imagem correcta -risos)

29 comentários:

  1. Um texto... ou melhor, um conto que complementa belissimamente a imagem...

    Bjos

    ResponderEliminar
  2. :)Conseguiste reproduzir o que antecedeu ao momento captado, a alegria do reencontro e a cumplicidade e amizade que a foto traduz. Acho que não conheço esse blogue, vou lá ver. :) Qualquer dia a Maria, nem para a visita às amigas... mas isso... Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde Eva, obrigado, ainda não sou capaz de elaborar enredos sempre imprevisíveis como os teus… para já vou tentando contar histórias e aprender pela escrita ao ler textos como os teus.
      Beijo

      Eliminar
  3. Gostei muito, acho que o texto se adequa bem à foto.

    Considero a tua escolha muito boa, porque esta fotografia me agrada imenso.

    Tenho a certeza de que à senhora francesa a quem chamaste Maria também iria ficar satisfeita.

    Agora , as informações :fotografei as senhoras em Saint Paul, belissima cidade medieval do sul de França , em 2011.

    Termino agradecendo teres escolhido uma foto minha para nos ofereceres mais um magnífico conto ...e se o fizeres mais vezes, ficarei bemm contente, rrss


    No meu abraço grande te desejo e aos teus uma Páscoa de renovação, amor...e amêndoas, rrss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá São, obrigado, ainda bem que gostas.
      (risos) Pronto, a Senhora será antes Marie…
      Gosto muito de França, sendo que conheço mal o sul...
      Beijinho e Boa Páscoa

      Eliminar
  4. Volto para te sossegar: a imagem é a correcta, rrss

    E também par te dizer que partilhei no facebook

    Que tenhas óptimo dia.

    ResponderEliminar
  5. O regresso e o ficar inteiro/parado numa fotografia. Um texto que se completa no que há por trás do escrito.

    Beijo

    ResponderEliminar
  6. o que uma imagem pode fazer...um conto que parecia e podia ser real, a vida nas pequenas aldeias onde ainda parece existir a pureza dos sentimentos, da partilha.
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Multiolhares, o interior, as pequenas aldeias, são fantásticas e merecem ser visitadas…
      Bjs

      Eliminar
  7. Adorei!

    Visito a São frequentemente e a sua imagem de entrada sempre me sugeriu o descanso das guerreiras após uma excursão de autocarro. O quiosque de souvenirs poderia ser em Portugal, Espanha, Itália ou mesmo em França.

    Acho que dávamos bem para "Inspectores da Judiciária" LOL

    Abraços e Páscoa Feliz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado
      O Governo sugere iniciativa privada… vamos antes abrir uma agencia de investigação, mas particular, de preferência com subsídios do estado…
      Páscoa Feliz Tite

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Também, a São não tinha especificado o Blogue e eu tinha muito simplesmente que ir buscar esta imagem…

      Eliminar
  9. Está um texto muito bem conseguido não a partir da imagem ...mas a chegar à imagem! :-))
    As vezes que eu já vi estas senhoras a conversar no degrau da loja..

    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiquei encantado com a imagem, transmite muito mais do que consegui dizer.
      Obrigado, abraço e Páscoa Feliz

      Eliminar
  10. Duas pessoas que são uns amores: tu e a São!

    Bom texto e excelente escolha de foto, fica aqui mesmo bem no fundo do teu blogue.

    Beijinho e boa Páscoa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana, obrigado.
      Beijinho e uma Páscoa Feliz.

      Eliminar
  11. Visito estas senhoras diariamente, mas quem me recebe sempre é a São. Com a amizade e simpatia que lhe é tão peculiar. Bom texto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, também estou a gostar de ir conhecendo a São e a fotografia é fantástica.
      Abraço

      Eliminar
  12. Pronto, já estou a seguir o blogue.
    Agora vou visitar a São.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Pedro, obrigado.
      Abraço e uma Páscoa Feliz.

      Eliminar
  13. Um texto muito bem escrito. As descrições iniciais são tão reais que parece que estamos a visualizar a Maria, vindo ao nosso encontro de braços abertos para um abraço fraterno.
    Beijito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sandra,
      Muito obrigado,
      Beijito e Páscoa feliz

      Eliminar
  14. O MEU GRATO ABRAÇO A SAM E A TODAS AS OUTRAS PESSOAS. QUE ESPERO TER O GOSTO DE ENCONTRAR NOS MEUS BLOGUES.

    PARA VÓS, UMA PÁSCOA COM MUITAS AMÊNDOAS E ESPERANÇA.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá São, foi com todo o gosto, a imagem é simplesmente “perfeita”
      Páscoa Feliz

      Eliminar
  15. Um texto que é um conto lindo, todo ele cheio de uma ternura que contagia.
    Um grande abraço,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde mfc, obrigado.
      Grande abraço e uma Páscoa Feliz.

      Eliminar