sábado, 31 de março de 2012

Crónicas de Sábado à Noite:



Estou tentado a dar início a esta “Crónica de Sábado à Noite” com uma boa notícia para todos os Portugueses:

- Há cortes que valem a pena.

Ontem, Ribeiro e Castro, Deputado do CDS, “furou a disciplina de voto” da sua bancada, e como tal, Nuno Magalhães, líder parlamentar do partido, insurgiu-se contra (fonte: Jornal o público).

Meus amigos, independentemente de achar caricato, o facto de alguém votar contra uma revisão revolucionária do Código Laboral, e apenas o fazer com base no corte de um feriado, ignorando o demais, ainda que seja o dia da restauração da independência nacional e minimizando o facto de já não sermos assim tão independentes, a verdade parece ser só uma… e daí a minha empolgada sugestão ao Governo e ao Senhor Primeiro Ministro:

- Meus Senhores, na próxima Revisão Constitucional, igualmente, tendo por tema “Portugal”, a redução de custos e uma maior eficiência, vão ter muito certamente o apoio da quase totalidade dos Portugueses, se acabarem, pura e simplesmente, com o número de Deputados.


Ora vejamos, se após as eleições, a cada partido cabe determinada percentagem de votos, tal significa que, basta apresentar um único Deputado, o seu representante parlamentar. É claro que, a cargo dos partidos, têm forçosamente de ficar os custos com os grupos de trabalho que eventualmente sintam necessidade de ter no apoio a tal representante, até porque, meus Senhores “Não há dinheiro”.

Em suma, redução substancial de custos, maior eficiência e o fim das longas horas com discussões por terminar, num grupo que seria de trabalho.

Numa Crónica que se quer curta, não posso deixar de lamentar o atentado em “Toulouse”.

Termino este primeiro momento como gosto, a aplaudir de pé o facto da bela cidade do Porto ter sido consagrada como o “Melhor Destino Europeu 2012”, numa votação online, e Portugal ser o único País com duas presenças nos dez primeiros, com a menina e moça, Lisboa, em oitavo. (Sol)


Assim me despeço, tenham um ótimo fim de semana.
Imagem: Pintura de Cynthia Blair

"Sol, Mar... e um pouco mais": Algumas Considerações

Ora, neste regresso, acima de tudo, quero criar algo para mim, usufruindo das magníficas ferramentas à disposição na internet, e ainda antes de abrir as “hostilidades” criativas, quero referir algumas das rúbricas que fazem parte integrante do blogue, algumas com proveniência em blogues anteriores.

Assim, o Blogue “Sol, Mar… e um pouco mais” vai “adotar” as “Crónicas de Sábado à Noite”, algo que no passado me deu prazer de escrever e que pretende comentar, com alguma ligeireza de espírito, as principais notícias da semana, sem grande seriedade e com alguma ironia à mistura.
 
Regresso, igualmente, de “Palavras Dispersas”, muito certamente a rúbrica que mais gostei de fazer, pequenos “devaneios” escritos, algo libertadores, sem grande rigor; um sentir do fundo do meu ser, fruto do que eventualmente me perturba, ou muito simplesmente uma mensagem dirigida a alguém. 

Entre as novidades, o “Bloco de notas”, um novo espaço onde espero comentar de forma um pouco mais especifica algumas notícias ou temas.

Uma pequena inovação, num blogue meu, pelo menos, a rúbrica “Uma imagem por um texto”, onde deixo um desafio a quem me visita. Mais não será do que um reflexo de breves tentativas minhas em escrever contos, “terreno” ainda algo desconhecido para mim, mas que me dá grande prazer a explorar.
 
Uma imagem por um texto”, resume-se, portanto, a um desafio lançado, a quem me visita, o de me enviar uma imagem, fotografia ou pintura, com a respetiva fonte devidamente identificada, para este EMAIL, e de eu, posteriormente, a tentar usar como inspiração num pequeno conto.

sexta-feira, 30 de março de 2012

Sol,Mar... e um pouco mais

Neste primeiro texto, cumpre dizer que ”abraço” esta nova aventura com uma única pretensão, a de transmitir a “imagem” de um espaço acolhedor onde partilho pequenos “devaneios“ escritos através de um exercício de escrita, com textos leves e descontraídos, por vezes espontâneos e sem grande rigor.

Algumas “incursões” neste mundo virtual, o dos blogues, permitem-me conhecer, pela escrita, pessoas absolutamente fantásticas e mesmo muito talentosas. Após dois blogues pessoais e um partilhado, aqui estou de novo para mais um “ciclo”.

Pessoalmente, gosto de uma escrita que liberta, gosto de palavras dispersas brotadas do mais fundo do ser, gosto de divagações que visam “animar a alma e aquecer o coração”.